Meu trabalho, Meu ministério

Prefácio de William Douglas

 

 

Conta-se que um índio americano, muito bom em sinais de fumaça,

estava perto de um campo de testes nucleares nos EUA, na época

em que estes ainda eram feitos não por computador, mas de forma real.

Ouvindo a explosão, foi olhar o horizonte para ver o que ocorrera e

viu o enorme cogumelo nuclear. Então, estupefato, com aquele enorme

“sinal de fumaça”, comentou com um amigo ao lado: 

“ – Eu gostaria de ter dito aquilo!” 

 

Esta foi exatamente a sensação que tive ao ler o manuscrito dessa excelente obra. Clara, direta e bastante didática, demonstra o quanto as carreiras profissionais podem ser fonte e canal de bênçãos, tanto para quem as executa como para quem está ao redor. E, mais que isso, quanto o trabalho e a carreira podem ser úteis para o Reino, para evangelizar e edificar. 

 

O livro segue a lição ensinada primeiro por Leonardo da Vinci, e depois por Steve Jobs: a simplicidade é o mais alto grau de sofisticação. Mário Kaschel Simões conseguiu fazer isso de uma forma leve, pela qual seguiu a orientação de keep it simple (simplifique). Fez uma obra maravilhosa, de leitura obrigatória por quem deseja ser embaixador de Cristo, como diz o texto: “De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo” 2 Coríntios 5:20. 

 

Costumo dizer em minhas palestras que todos que aceitamos as difíceis tarefas, e também os privilégios e deveres de sermos cristãos, somos chamados por Deus para sermos brilhantes em nosso trabalho secular. Deus não quer nada menos que a excelência para seus filhos, por isso nos convida e estimula a seguir o exemplo inspirador de Cristo. 

 

Ao ler Meu Trabalho, Meu Ministério, você será questionado se sabe exatamente quais são seus objetivos no seu trabalho. Você poderá ser tentado a dizer que são oportunos e impactantes, mas um pouco desconfortáveis para muitas pessoas. Isso o levará a uma reflexão sobre sua trajetória até aqui, e sobre quais os rumos que deseja tomar. Tais questionamentos, se levados a sério, levá-lo-ão a mudanças de atitude tanto na vida profissional quanto na vida espiritual. Isso demonstra quanto o seu trabalho cotidiano poderá ser um instrumento a serviço do Reino de Deus. 

 

Posso dizer que o autor acerta claramente em colocar o nosso trabalho secular como a mais importante prioridade a serviço de Deus. A leitura e a compreensão da Bíblia nos levam a essa conclusão, e este livro não só explica a razão, mas também os caminhos para fazer isso. Nosso trabalho faz parte de nossa vida espiritual, porque os princípios bíblicos podem e devem ser aplicados na vida profissional. Por isso, eles trazem resultados não só espirituais, mas também na carreira em si. 

 

Criado em uma família cristã, sempre tive a Palavra de Deus como norma em minha vida. Quando ingressei no mercado de trabalho, como muitos, quis aplicar uma separação formal entre minha vida com Deus e na igreja, e minha vida profissional. Os ensinamentos da Bíblia, no entanto, sempre me orientavam nas minhas decisões, nas minhas escolhas, e, por isso, todo o meu trabalho acabou sendo influenciado. 

 

Consequentemente fui avançando na carreira, passando em concursos, dando aulas, palestras, escrevendo livros, sempre buscando me informar e atualizar cada vez mais. Quando quis ser melhor orador, li sobre oratória; quando decidi escrever livros, li sobre técnicas de redação. Quando quis obter mais conhecimento, aprofundei-me nos estudos e acabei conhecendo, em meio a toda essa leitura, autores que ensinavam sobre como ser um profissional melhor.

 

À medida que fui estudando e conhecendo mais, fui também percebendo os pontos de convergência entre o conhecimento secular e o contido nas Escrituras. Notei essa “coincidência” porque acredito que o conhecimento da Bíblia é o que dá sustentação ao modo de vida ocidental. Isso me tornou capaz de ser um profissional cada vez melhor, de ser um cristão cada vez melhor, de ser um servo cada vez melhor, e posso comprovar minhas palavras com dois acontecimentos marcantes em minha vida. 

 

Sempre digo em minhas palestras que meu livro mais famoso, o Como passar em provas e concursos, primeiro best-seller que me tornou conhecido em todo o país, nasceu da obediência ao conceito bíblico de ajudar ao próximo. Foi a partir de Tiago  4:17 - “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado”, que me dispus a transmitir o conhecimento que obtive durante uma longa jornada de preparação para os concursos. 

 

Ao cumprir a orientação bíblica, minha carreira profissional de professor e palestrante teve um salto extraordinário. Isso confirmou a veracidade de outros princípios bíblicos, como o da semeadura e o da generosidade, os quais trazem resultados tanto para quem recebe o bem quanto para quem o pratica. Junto com Rubens Teixeira, publicamos o livro As 25 Leis Bíblicas do Sucesso que, justamente, apresenta essa “coincidência” entre o que é ensinado pelos baluartes de publicidade/marketing/qualificação profissional e o texto milenar da Bíblia. 

 

Se a fé que uma pessoa tem incomoda alguém no trabalho é porque ela não está sendo bem vivida. Quando alguém leva a sua fé cristã para o trabalho, a carreira, os negócios e a empresa, isso funciona. Se, ao invés de falar, essa pessoa praticar a Bíblia e seguir o Evangelho, ela será admirada, querida e bem sucedida. Como já foi dito, “evangelize sempre e se precisar, use as palavras”. É isso aí: praticar os ensinos de Jesus e da Bíblia na carreira não só é conduta precursora do sucesso, mas também o cumprimento de missões dadas por Deus aos seus filhos a serviço do Reino. 

 

O livro que você tem em mãos é mais um exemplo de como é benéfica essa “mistura” Meu Trabalho, Meu Ministério. É um exemplo maravilhoso de como é possível transferir para sua atuação profissional aquela devoção a Deus que você tem na igreja pela atuação responsável, ética e marcada pela retidão. A obra mostra o que deve ser feito, e nisso temos grande alegria em vê-la vir a lume. 

 

Mário Kaschel Simões nos apresenta em sua obra uma trilha para uma atuação profissional sinérgica com o que afirma a Bíblia e de acordo com os planos de Deus na vida de cada um de nós e, por isso, é uma obra necessária e urgente. Novamente, agradeço pela oportunidade que me foi oferecida de ler em primeira mão a obra e dar meu testemunho do quanto ela reforça minha certeza de que ser cristão é uma tarefa para todos os dias, contextos e ambientes, inclusive no trabalho. 

 

William Douglas – Juiz de Direito, Escritor e Palestrante.